Histórias, Estórias & Versos

Sem tempo para as flores

15-11-2010 10:09

Vieram junto comigo as flores,

Cheguei ao mudo uma semana depois da primavera!

Adoro o verde, as flores seu perfume suas cores.

Considero a vida uma dádiva doce e bela

 

Chamam-me de poeta, mas não me considero.

Amo, mas vivo longe a léguas de distancia.

Estou aqui de passagem nada aqui é eterno

Sou um eterno aprendiz que cultiva a esperança

 

Se alguém eu magoei nunca foi por que quis

Prefiro às vezes perder a ver alguém sofrer

De que vale ter alguém que vive infeliz

Se for para ser assim prefiro só padecer

 

Eu que em noites frias me sentia bem

Agora passeio nas manhas de setembro

Levando comigo lembranças de alguém

Que não vê as flores, que não tem tempo!

Musica Inedita: http://www.youtube.com/user/zearantes

© 2010 Todos os direitos reservados.

Crie o seu site grátisWebnode